Estas são perguntas comuns, recebo em quase todas as consultas de avaliação. E preciso dizer que em se tratando de Terapia de Regressão nenhuma pergunta é tola, pois pensar desta forma pode bloquear todo o processo terapêutico.

Sendo assim gostaria de compartilhar uma experiência pessoal.

Fui batizado na igreja católica, estudei em colégio de padres, mas a influência materna em relação ao espiritismo foi muito grande. Então eu defendia com “unhas e dentes” a reencarnação.

Foi quando entrei em um processo depressivo profundo, e iniciei uma novena à N. Sra. Do Carmo, de repente me vi inserido em diversos grupos dentro da igreja católica. Então, um conflito surgiu: Como defender a reencarnação em um grupo em que isso não era concebido?

E foi neste momento que tive uma das maiores sacadas da minha vida: Para que discutir?

Sim, depois disto nunca mais discuti. Quando alguém quer debater sobre o assunto simplesmente digo: “vamos esperar, quando morrermos voltamos a conversar e aí teremos a certeza se existe ou não”.

Por que digo isto?

Por que para a terapia de Regressão TransGenerativa o importante não é a existência ou não de uma outra vida. Mesmo eu acreditando em vidas passadas, sei que nossa mente pode criar metáforas condizentes à solução de nossos problemas. Sendo assim, tudo é possível para que possamos resignificar algo que afeta de forma negativa o nosso momento do agora.

O importante é que funciona.

Quando a pergunta é se vamos voltar, o fato real é que nunca saímos da sala onde está sendo realizado o processo. É como se pudéssemos lembrar da viagem que fizemos em nossas férias e nunca mais voltássemos. Isto, além de não ser racional, é para se rir.

Mais de 90% das vivências em meu consultório são lembranças de infância na vida atual, mesmo em pacientes que acreditam em vidas passadas.

E eu acreditando em vidas passadas, também creio que a vida atual será um dia a minha vida passada, então porque não cuidar bem desta vida? Assim evito ter que voltar nesta. Para mim isto faz sentido.

Se você acredita ou não em outras vidas e tem um problema a ser resolvido, resolva-o. Volte no passado, nas causas. Entenda o que houve, ressignifique, e seja feliz!

Fraterno Abraço!

Murillo Cucatto

× Como posso te ajudar?